NOTÍCIAS
02/03/2015 22:33 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:12 -02

Cientistas descobrem esqueleto dentro de estátua de Buda milenar

Drents Museum

Pesquisadores examinaram uma estátua de Buda com mais de mil anos de idade e descobriram algo bizarro: havia uma múmia dentro da relíquia. As informações são do jornal Nederlands Times.

A estátua, que está exposta no Museu Drents, na Holanda, foi examinada em uma máquina de tomografia. Depois de encontrarem uma múmia dentro da obra, os cientistas realizaram outros exames e descobriram que seus órgãos vitais foram removidos, e sua cavidade torácica foi preenchida por por papéis com escritos chineses.

Ao que tudo indica, a múmia é de um monge budista chamado Liqan, que morreu por volta de 1.100 d.C. Como explica a Business Insider, este pode ser um caso de "automumificação".

Existem mais de vinte casos conhecidos da prática. No Japão, ela é conhecida como sokushinbutsu. Visando à purificação, monges passavam a se alimentar exclusivamente de nozes, frutas e alguns chás de resinas, eliminando quase toda a gordura e água do corpo para evitar que ele apodreça após a morte.

Depois de anos meditando com o corpo no limite da sobrevivência, os monges eram enterrados vivos e exumados após alguns anos.

LEIA MAIS

- Como foi ser mulher e crescer no Opus Dei

- Por que um papa, um monge e um neurocientista estão dando conselhos para a elite empresarial

- Como a yoga da morte me ajudou a renascer

Eleições nos EUA
As últimas pesquisas, notícias e análises sobre a disputa presidencial em 2020, pela equipe do HuffPost