NOTÍCIAS
03/03/2015 17:50 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:12 -02

Como dar um basta aos impulsos ciumentos em 6 passos (que realmente funcionam)

Fuse via Getty Images
Balloon Envy

Todos nós já passamos por isso. Nós vemos o nosso parceiro (provavelmente inofensivamente) flertando com a garçonete ou ouvimos que o nosso colega de trabalho recebeu uma promoção que nós queríamos para nós. Ficar sabendo desses eventos pode nos levar da alegria para um sentimento de ferver de raiva em questão de minutos.

O ciúme e a inveja, ambos têm a tendência de aparecer inesperadamente - um pequeno detalhe pode ocasionar um enorme impacto sobre os nossos sentimentos. Mas como nós lidamos com isso é o que realmente importa.

Todos nós recebemos a visita do monstro de olhos verdes de tempos em tempos, mas isso não significa que nós temos que deixá-lo ocupar espaço em nossas mentes. Abaixo estão algumas dicas para ajudá-lo a gerenciar o ciúme ou a inveja - sem perder o controle.

Expresse as suas preocupações.

A maneira mais simples de lidar com esses sentimentos é falar sobre eles claramente, disse o Doutor Keith Humphreys, professor de psiquiatria e ciências comportamentais na Universidade de Stanford, ao Huffington Post. Essa não deve ser uma conversa cheia de raiva, mas sim uma oportunidade para explorar o que realmente está acontecendo e abrir as vias da comunicação. "Traga seus sentimentos à conversa, mas não de forma acusatória", disse ele. "Faça isso como uma forma de falar sobre o que está acontecendo e ver qual o comportamento que esses sentimentos estão causando."

Considere opiniões divergentes.

O que você vê como motivo para o ciúme pode significar algo diferente para o seu parceiro ou amigo. Certifique-se de ter uma comunicação aberta dentro dos seus relacionamentos, de modo que você seja capaz de processar esses sentimentos de uma melhor forma, caso eles surjam.

Dedique um tempo para descobrir o que faz você se sentir assim.

Houve discrepâncias com essa pessoa no passado? Você está chateado com a falta de comunicação? Você sente que não está sendo suficientemente valorizado? Faça a si mesmo perguntas que podem ajudá-lo a reformular a sua perspectiva da situação e as suas incertezas, aconselha Humphreys. Pode haver um problema escondido em jogo que você pode depois lidar de frente.

Considere o ciúme como um sinal de mudança.

"O ciúme, às vezes, pode ser um estímulo para fazermos algo produtivo", disse ele. Se você estiver sentindo ciúmes, considere isso como um alerta para uma ação razoável - seja dentro de si mesmo ou no contexto de seus relacionamentos.

Isso pode ser tão simples quanto esclarecer algumas coisas com os seus amigos ou parceiros, ou pode se transformar em uma conversa muito mais complicada que, sinceramente, você poderia ter evitado. "Não é agradável, mas pelo menos você vai ter uma maneira de responder a esses sentimentos", disse Humphreys. Não vale a pena guardar as emoções negativas e deixar sem solução.

Aceite que o único comportamento que você pode controlar é o seu próprio.

"Você não tem o poder de fazer com que a pessoa que você ama faça tudo o que você quer que ela faça - e de certa forma, isso pode parecer assustador", disse Humphreys. "Aceitar que faz parte do nosso desenvolvimento, embora possamos não gostar disso. Isso só nos mostra como nós somos vulneráveis."

Quanto mais cedo você reconhecer essa verdade, mais cedo poderá abandonar o hábito pouco saudável do ciúme. "Você não vai ganhar nada com as atitudes de controlar e monitorar o seu parceiro ou amigo", disse ele. "Essas reações podem ser muito destrutivas" - para os outros e para você mesmo.

Lembre-se que a inveja não lhe trará nenhum benefício.

O ciúme excessivo é para os relacionamentos o que a inveja é para nós mesmos: tóxico. O sucesso de alguém não é o seu fracasso. "Invejar e ter raiva de nós mesmos por algo que não temos é completamente improdutivo e não tem fim", disse Humphreys. "Isso não contribui significativamente em nada para as nossas vidas."

Finalmente, lembre-se que você não tem a visão da situação como um todo.

Não subestime o que alguém está passando ou lidando em suas próprias vidas, adverte Humphreys. Todo mundo tem suas dificuldades e, às vezes, esquecemos disso quando sentimos inveja. "Quando estamos invejando uma pessoa, muitas vezes, pintamos uma vida para eles muito melhor do que realmente é", disse ele. "A vida de ninguém é perfeita, por isso não se massacre com uma fantasia."

Este artigo foi originalmente publicado pelo HuffPost US e traduzido do inglês.

LEIA MAIS:

15 maneiras de controlar o ciúme entre irmãos

Sinais de que o ciúme passou do limite

10 exemplos de como as redes sociais podem arruinar seu relacionamento

Eleições nos EUA
As últimas pesquisas, notícias e análises sobre a disputa presidencial em 2020, pela equipe do HuffPost