Este homem escreveu cartas apaixonadas à sua esposa durante 30 anos

O sábado, dia 14 de fevereiro, foi o único dia do ano para casais de muitas partes do mundo mostrarem todas as suas cartadas e realizarem gestos românticos para alguém especial. Mas um homem de Nova Jersey tem feito todos os dias um Dia dos Namorados para sua esposa, por quase 40 anos. "Comecei quando estávamos namorando e no início não era todo os dias," disse Bill Bresnan, de 74 anos, ao Huffington Post. "Eu escrevia um bilhetinho ou rabiscava algo num guardanapo para ela e também enviava alguns cartões postais. No fim virou algo que eu fazia diariamente."

Bresnan disse que em algum momento, no início dos anos 80, ele decidiu conscientemente começar a dar à sua esposa Kirsten, 74, um bilhete a cada noite, ao ir pra cama. "Eu achava que não seria capaz de fazer isso por tanto tempo!" disse ele. Talvez por isso o casal, casados desde 1977, diz que não teve uma única briga em todos esses anos. "Nunca fomos para a cama brigados ou sem nos beijar. Todas as questões e argumentos terminavam à noite. É uma das chaves para um casamento feliz. Ela está sempre animada para receber todos os dias os seus bilhetinhos de amor."

Ele estima que a coleção de cartas de amor dele para a esposa contenha uns 10.000 bilhetes, rabiscos e cartões, todos cuidadosamente organizados e mantidos em arquivos de pastas suspensas, que datam de quando eles se conheceram, em 1974. Além de ser um dos símbolos do seu amor, Bresnan diz que isso ajuda a manter viva a memória de tudo o que ele e a esposa viveram ao longo dos anos.

"Nos nossos arquivos, podemos olhar para o que passou e ver o que fizemos em qualquer data exata e ver um cartão, bilhete ou rabisco que diz que nós estávamos em um cruzeiro ou em um jantar, então é uma combinação de diário tradicional com diário de amor. Cada uma das anotações é uma expressão de amor", disse.

E ele também tem um conselho para a geração mais jovem. "Você vê um jovem casal no restaurante e eles estão apenas enfiando suas cabeças em aparelhos eletrônicos em vez de olharem um ao outro... Se vocês se concentrarem um no outro e não se distraírem com todas as outras minúcias pelo mundo afora, vai dar tudo certo. Deu certo pra nós!"

Então, no Dia dos Namorados sua esposa esperava um cartão na parte da manhã e, claro, uma carta de amor bem-cronometrada pouco antes de dormir.

Adorável.

Este artigo foi originalmente publicado pelo HuffPost US e traduzido do inglês.