NOTÍCIAS
09/07/2015 17:27 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:38 -02

Brasilienses organizam protesto contra Eduardo Cunha no retorno das atividades do Congresso

ANDRÉ DUSEK/ESTADÃO CONTEÚDO

O recesso parlamentar começa apenas no dia 17, mas brasilienses já estão planejando como saudar os deputados na volta do descanso. Na quarta-feira, 5 de agosto, o ato "Fora, Cunha" promete sacudir a Esplanada dos Ministérios.

Mais de duas mil pessoas já confirmaram presença no evento organizado pelo Facebook. Na mira dos descontentes, está o presidente da Câmara Federal, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), criticado por "ações tiranas, manobras políticas, trâmites regimentais e atropelo de prazos".

No Rio de Janeiro, já houve um protesto contra Cunha na última terça-feira (7).

O ápice da insatisfação ocorreu com a aprovação da redução da maioridade penal de 18 anos para 16 no início deste mês. A matéria havia sido rejeitada pela Câmara dos Deputados no dia 30 de junho e, no dia seguinte, Cunha colocou novamente em votação. O texto acabou aprovado.

A manobra causou protestos da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), de constitucionalistas e, claro, de partidos políticos. Além do PT, deputados do PSB, PSol, PDT, PCdoB, PPS e do próprio PMDB prometeram recorrer ao STF (Supremo Tribunal Federal) contra a aprovação da nova idade penal na Câmara.

"Nesse período [primeiro semestre de 2015], o presidente demonstrou falta de responsabilidade no exercício de seu cargo", diz o comunicado do evento "Fora, Cunha", listando a convocação de sessões extraordinárias para ele votar assuntos de seu interesse e, novamente, a repetição de votações no plenário.

Cunha alega que não houve irregularidades na aprovação da mudança na maioridade penal. Segundo ele, como o substitutivo foi rejeitado pelo plenário da Câmara, a proposta original foi colocada em votação com suas emendas.

A concentração do novo ato contra o deputado será às 16h de 5 de agosto na Catedral de Brasília. Os manifestantes vão marchar até a Câmara.

Enquanto os organizadores bradam o #ForaCunha, o presidente da Câmara continua celebrando seus feitos no comando da Casa:

Eleições nos EUA
As últimas pesquisas, notícias e análises sobre a disputa presidencial em 2020, pela equipe do HuffPost