Quando as dietas começam a afetar a saúde mental?

O desenvolvimento de uma relação ruim com a comida pode levar a uma compulsão alimentar e outros transtornos alimentares.

Dietas fazem bem para muitas pessoas, mas ao mesmo tempo podem causar problemas de maior ou menor grau de saúde mental. Este foi um dos temas da entrevista com a nutricionista Fernanda Imamura no podcast do Tamo Junto.

Quando uma pessoa faz uma dieta restritiva, pode devolver uma relação muito ruim com a comida e os alimentos, causando inclusive estresse, ansiedade, mau humor. “O desenvolvimento de uma relação ruim com a comida pode levar a uma compulsão alimentar e outros transtornos alimentares. Pode ter várias consequências negativas”, afirma.

A nutricionista destaca que é importante que as pessoas percebam quando questões ligadas ao corpo e à alimentação atrapalham a rotina e se transformam em um sofrimento. Essa é uma questão muito particular para cada indivíduo.

“Muito é se falado sobre saúde, mas pouco se fala sobre quanto transtornos alimentares podem trazer prejuízos para a vida da pessoa. Isso é uma dica boa para os pais perceberem nos filhos — quando o filho para de comer ou corta coisas da alimentação. É importante buscar ajuda se isso está incomodando ou causando um sofrimento”, alertaImamura.

Contar com ajuda de amigos ou familiares também é muito importante nestes momentos. “O apoio é fundamental, mas muitas vezes depende um pouco das pessoas mais próximas. Acaba sendo um assunto delicado e muitas pessoas nem conseguem se abrir, nem conseguem falar, mas quando a gente está falando de um transtorno alimentar, a gente está falando de um transtorno psiquiátrico”, completa a nutricionista.

Ouça a conversa na íntegra no episódio 16 do Tamo Junto no Spotify, na Deezer, no Google Podcasts e na Apple Podcasts.