NOTÍCIAS
20/03/2020 13:43 -03 | Atualizado 20/03/2020 17:12 -03

São Paulo confirma 4 novos óbitos por coronavírus e total do Brasil vai a 11

São Paulo registrou 4 novos óbitos esta sexta-feira (20).

Foi confirmada nesta sexta-feira (20) 11 mortes causadas pela covid-19 no Brasil. O estado de São Paulo registrou novos 4 óbitos durante a tarde.

Segundo a Secretaria Sstadual de Saúde, todos os pacientes tinham problemas de saúde anteriores e foram atendidos em hospitais privados. As vítimas são três homens (70, 80 e 93 anos) e uma mulher de 83 anos.

Mais cedo, havia sido confirmado a morte de outro paciente de 70 anos. Em, nota, o Hospital Santa Catarina, na capital paulista, informou que o paciente estava internado na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) com sintomas do novo coronavírus desde terça-feira (17), faleceu nesta quinta-feira (19) e que o resultado do exame saiu nesta sexta, pela manhã.

Parte do grupo de risco, o paciente tinha doença pulmonar obstrutiva crônica, diabete e hipertensão. O caso foi notificado como suspeito na terça e informado às vigilância epidemiológicas local, municipal e estadual.

Sipa USA via AP
Das 8 mortes no Brasil causadas pela covid-19, 6 foram no estado de São Paulo.

Apesar da alta capacidade de disseminação do novo coronavírus, em cerca de 80% dos casos de contaminação, os sintomas aparecem de forma leve. Menos de 5% dos casos evoluem para um quadro grave. A principal preocupação é com idosos e pessoas com doenças crônicas. Em infectados com menos de 50 anos, a taxa de mortalidade é de menos de 1%.

Nesta quinta, duas mortes foram confirmadas no estado do Rio de Janeiro e uma em São Paulo. Outras 4 mortes já estavam confirmadas nesse estado. O primeiro óbito em São Paulo, e também no Brasil, foi confirmado na terça, um homem de 62 anos, com doenças crônicas. 

Há 621 casos confirmados e 6 mortes em todo o País, segundo balanço divulgado pelo ministério nesta quinta. O número de infectados era de 428 na quarta-feira. Foi um aumento de 45% dos casos em apenas um dia. 

De acordo com a pasta, o Brasil tem “transmissão sustentada” da doença em ao menos 6 estados: São Paulo, Pernambuco, Santa Catarina, Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Porto Alegre. Quando se fala em transmissão comunitária, significa que não é mais possível saber a cadeia de transmissão do vírus.“À exceção da região Amazônica, todas as outras regiões têm aumentos sistemáticos [de casos da doença] em bloco”, disse o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta. 

O titular do primeiro escalão do governo de Jair Bolsonaro também respondeu às críticas sobre atraso na divulgação dos números de contágio e o fato de as pessoas assintomáticas não fazerem teste. “O Brasil vai trabalhar com os números verdadeiros, aqui vai ser bem científico”, enfatizou.

De acordo com Mandetta, “para cada um dos confirmados deve ter um número de não confirmados” e os registros atuais são só a “ponta do iceberg”. “Estamos no pé da montanha. Como o vírus tem 14 dias, o que fizemos 14 dias atrás é o que reflete hoje”, completou, em referência ao período máximo de incubação do novo coronavírus. 

Eleições nos EUA
As últimas pesquisas, notícias e análises sobre a disputa presidencial em 2020, pela equipe do HuffPost